ESPECIALIZAÇÃO

Leia artigos científicos sobre

NOVA PESQUISA

Hepatite B

Vacinas, sintomas, transmissão e tratamento

Dados chave

Hepatite B é uma doença viral que ataca o fígado.(1)

A prevenção dessa doença dá-se por meio de vacina e sexo seguro.

Hepatites virais são a segunda maior causa de mortes entre as doenças infecciosas no Brasil.(2)

A infecção pelo HBV é a maior causa de doença hepática aguda e crônica que pode levar à morte.(2)

Estima-se que 354 milhões de pessoas tenham hepatites B ou C no mundo.(3)

Menos de 5% dos casos de hepatite viram crônicos.

O que é Hepatite?

Hepatite é uma doença séria causada por um vírus que causa problemas ao fígado. Hepatite pode ser do tipo A, B, C, D ou E e variam de acordo com o tipo de vírus e o meio de transmissão. Basicamente, o vírus parasita as células do fígado para replicar-se. Existem dois estágios de hepatite, aguda ou crônica. Enquanto a hepatite aguda pode ser tratada, a crônica pode evoluir para cirrose ou câncer de fígado

A hepatite B é uma infecção grave do fígado causada pelo vírus da hepatite B (HBV). Este vírus faz com que o fígado fique inflamado e irritado, perturbando seu bom funcionamento. A hepatite B pode ser contraída por contato direto com sangue e/ou fluidos corporais como saliva, sêmen e fluidos vaginais, de modo que a hepatite B também é considerada uma doença sexualmente transmissível (DST).

A hepatite B pode tornar-se crônica quando dura 6 meses ou mais no corpo; crianças e bebês são mais propensos a sofrer de hepatite B crônica. Quando a hepatite B é crônica, ela pode afetar o fígado até o ponto de insuficiência hepática ou doenças relacionadas

O vírus pode ser prevenido com a vacina contra a hepatite B, praticando sexo seguro e com proteção, fazendo testes de DSTs a cada 3 a 6 meses e evitando o contato direto com o sangue de outras pessos.

Atenção! Se você suspeitar ter sido infectado por uma DST ou vírus da hepatite B, procure imediatamente o conselho médico. Você pode obter um tratamento eficaz e preventivo que reduz o risco de infecção se o receber dentro de 24 horas após a exposição a este e outros vírus.

Hepatite B: sintomas

Fique ligado!

Fique ligado!

A hepatite B tem evolução silenciosa, com diagnóstico realizado após décadas de evolução. Se você foi infectado com hepatite B, há diferentes maneiras de o vírus se expressar em seu corpo: (5)

  • Inicialmente, ocorre uma infecção aguda e, na maior parte dos casos, a infecção se resolve espontaneamente até seis meses após os primeiros sintomas.
  • Com mais de 6 meses de marcadores HBsAg no sangue, a doença é considerada crônica. Crianças têm mais chances de desenvolverem a forma crônica.
¿Sabías que?

Você sabia que...

As crianças com menos de um ano tem 90% de chances de desenvolverem a forma crônica da hepatite B? Por isso é necessário os testes para Hepatite B em gestantes durante o período pré-natal para evitar transmissão vertical (de mãe para filho(a)).(5)

Os sintomas da hepatite B podem ser leves ou graves e os principais sintomas são:

  • Fadiga

    Fadiga

  • Febre

    Febre

  • Dores musculares e nas articulações

    Dores musculares e nas articulações

  • Vômitos e náuseas

    Vômitos e náuseas

  • Perda ou diminuição do apetite

    Perda ou diminuição do apetite

  • Fraqueza física

    Fraqueza física

  • Pele amarelada

    Pele amarelada

  • Urina turva ou escura

    Urina turva ou escura

  • Dores abdominais

    Dores abdominais

¿Sabías que?

Você sabia que...

os sintomas da hepatite B geralmente aparecem dentro de 2 semanas ou até 1 a 4 meses depois de você ter sido infectado.

Os sintomas da hepatite B podem desaparecer dentro de alguns dias ou semanas se seu corpo for capaz de combater o vírus, uma boa dieta e conselhos médicos serão suficientes. Entretanto, em algumas pessoas a doença pode progredir para a forma crônica. Por isso é importante fazer exames de sangue regularmente para determinar a presença da infecção e iniciar o tratamento médico.

Diagnóstico da Hepatite B: Como é?

O diagnóstico da hepatite B dá-se com sorologia. Os testes de sangue ajudam o profissional a determinar a carga viral, a monitorar o paciente, e determinar se a doença é aguda ou crônica.

  • Fase aguda: É quando ocorre a maior replicação viral. O período de incubação do vírus é de 2 a 6 meses e cerca de 6 semanas após a infecção, o antígeno AgHbs já se encontra no soro sanguíneo. Em 5-10% das pessoas persistem com o AgHbs no soro além de 6 meses,tornando-se portadores crônicos do vírus.(6)
  • Fase crônica: Os pacientes que permanecem com o antígeno VHB-AgHbs por mais de seis meses. A persistência desse antígeno é fator de risco para gerar cirrose hepática ou câncer no fígado.1

O diagnóstico de hepatite B é feito primeiramente com um exame físico e uma avaliação de quaisquer sintomas que estejam presentes. O diagnóstico é então confirmado por um dos seguintes testes:

Teste de sangue

Teste de sangue: Este tipo de teste determina se sua hepatite B é aguda ou crônica. Além disso, um exame de sangue permite que seu médico saiba se você é imune ao vírus.

Ultrassom

Ultrassom: Uma análise detalhada de seu fígado pode determinar se a hepatite B danificou este órgão. O ultra-som usado para analisar os danos hepáticos é chamado de elastografia transitória.

Fique ligado!

É mais provável que você seja infectado pela hepatite B se:

  • Você tem múltiplos parceiros sexuais
  • Você não usa métodos de proteção para cada encontro sexual.
  • Compartilhar agulhas, lâminas e escovas de dentes com outras
  • Você tem doença hepática crônica
  • Você precisa de diálise ou hemodiálise
  • Seu parceiro ou um membro da família tem hepatite B

Hepatite B: transmissão

A hepatite B é transmitida principalmente por contato direto com sangue ou por contato com saliva, sêmen e fluidos vaginais de uma pessoa infectada. A Hepatite B também pode ser transmitida durante a gravidez da mãe para bebê.

¿Sabías que?

Você sabia que...

O vírus da hepatite B pode sobreviver fora do corpo humano por pelo menos 7 dias. O período de incubação do vírus varia de 30 a 180 dias e pode ser detectado dentro de 30-60 dias após a infecção podendo persistir e tornar-se hepatite B crônica.(1)

Estas são as principais formas de transmissão da hepatite B:

todos os tipos, oral, anal e vaginal

Ter sexo desprotegido (todos os tipos, oral, anal e vaginal) com pessoas que têm o vírus.

Ter múltiplos parceiros sexuais.

Ter múltiplos parceiros sexuais.

Corte com objetos perfuro-cortantes que estejam infectados com o vírus.

Corte com objetos perfuro-cortantes que estejam infectados com o vírus.

Agulhas infectadas ou compartilhamento de agulhas.

Agulhas infectadas ou compartilhamento de agulhas.

Entrar acidentalmente em contato com sangue infectado no trabalho

Entrar acidentalmente em contato com sangue infectado no trabalho. Isto se aplica aos trabalhadores do setor de saúde.

Estar em diálise dos rins por um longo período de tempo.

Estar em diálise dos rins por um longo período de tempo.

Compartilhar lâminas de barbear

Compartilhar lâminas de barbear, cortadores de unhas ou escovas de dentes.

Acupuntura ou tatuagem com agulhas infectadas

Acupuntura ou tatuagem com agulhas infectadas ou usadas anteriormente.

Ter transfusões de sangue constantes

Ter transfusões de sangue constantes. Este risco é geralmente mitigado, pois todo o sangue utilizado em hospitais é submetido a testes rigorosos.

Durante a gravidez

Durante a gravidez, uma mãe com o vírus pode infectar o bebê.

Vacina contra Hepatite B

A vacina contra a hepatite B ajuda a proporcionar uma proteção de 80% a 100% contra a doença. A aplicação da vacina contra a hepatite B varia de acordo com a idade. Essa vacina faz parte do programa de imunização infantil. Veja a tabela abaixo para maiores detalhes.

Idade Doses
Crianças menores de 5 anos

São necessárias três doses, no esquema zero, um e seis, divididas como se segue:

  • Primeira dose: Na maternidade, até 12 horas de vida.
  • Segunda dose: Ao primeiro mês de idade. 30 dias após a primeira dose.
  • Terceira dose: Aos 6 meses de idade. 180 dias após a dose.(7)

Nota: Se seu bebê pesa menos de 2 kg ao nascer, será necessário incluir outra dose aos 4 meses de idade.

Adolescentes e adultos
  • A vacina contra a hepatite A é feita com duas doses, no esquema zero e seis meses.
  • A vacina contra a hepatite B é feita com três doses, no esquema zero, um e seis meses.
  • A vacina combinada para as hepatites A e B é uma opção e pode substituir a vacinação isolada para as hepatites A e B, sendo indicada aos adultos não anteriormente vacinados. O esquema é de três doses, zero, um e seis meses.
Imunocomprometidos e pacientes em hemodiálise
  • Podem receber a vacina de 40 mcg/mL em três doses com zero, um e seis meses.
  • Podem receber a vacina de 20 mcg/mL em 4 doses de zero, um, dois e seis meses.(8)

Quem deve tomar a vacina?

A vacina contra a Hepatite B é indicada para

A vacina contra a Hepatite B é indicada para:(8)

  • Pessoas que nunca tomaram a vacina quando crianças ou em outra fase da vida.
  • Pessoas que fizeram uso atual ou recente de drogas injetáveis ilícitas
  • Pessoas com relações não monogâmicas por longo período de tempo.
  • Trabalhadores da área da saúde ou outras atividades que possam estar em contato com instrumentos pérfuro-cortantes.
  • Pacientes com diabetes (em concordância com o médico sobre a necessidade de cada caso).
  • Pacientes com doença renal em estágio terminal
  • Pacientes infectados com HIV
  • Viagens a áreas onde a hepatite é endêmica
  • Pessoas que têm contato sexual com outras infectadas pelo vírus da hepatite.
Alguns dos efeitos colaterais que você pode sofrer após sua vacinação contra a hepatite B são

Alguns dos efeitos colaterais que você pode sofrer após sua vacinação contra a hepatite B são:

  • Coceira
  • Vermelhidão
  • Febre
  • Dor na área de aplicação
  • Fadiga
  • Náusea
  • Dores musculares
  • Dor nas articulações

Hepatite B em crianças

A Hepatite B em crianças é mais complicada de diagnosticar porque os sintomas não são tão perceptíveis. Na verdade, a maioria das crianças menores de 5 anos com hepatite B não apresenta nenhum sintoma.

¿Sabías que?

Você sabia que...

Alguns recém-nascidos de mães que apresentam hepatite B aguda durante a gravidez nascem com baixo peso, independentemente de estarem ou não infectados.(9)

Alguns dos sintomas de hepatite aguda em crianças são:

  • Amarelamento

    Amarelamento

  • Urina escura

    Urina escura

  • Náusea

    Náusea

  • Dores musculares e articulares

    Dores musculares e articulares

  • Episódios de febre inferior a 39º C

    Episódios de febre inferior a 39º C

  • Vomitando

    Vomitando

  • Mudanças no apetite

    Mudanças no apetite

  • Fadiga

    Fadiga

Normalmente, esses sintomas de hepatite B em crianças ocorrem de 3 a 5 meses após a entrada do vírus no corpo. Lembrar quando a infecção pode ter ocorrido ajudará seu pediatra a obter uma melhor imagem do caso de seu filho.

A infecção por hepatite B em crianças pode ocorrer das seguintes formas

A infecção por hepatite B em crianças pode ocorrer das seguintes formas:

  • A mãe pode passá-lo para o bebê ao nascer
  • A criança compartilha itens como escova de dentes ou corta-unhas com outras crianças
  • A criança é mordida por uma pessoa com hepatite B
  • Quando a criança entra em contato com saliva ou lágrimas de uma pessoa infectada ou de outras crianças

Quando a criança entra em contato com saliva ou lágrimas de uma pessoa infectada ou de outras crianças

Tratamento da Hepatite B

De uma forma geral, não existe tratamento para os casos de hepatite B agudos, pois 95% dos casos evoluem para a cura espontânea, pela criação de anticorpos. Desta forma, o tratamento da hepatite B dependerá da gravidade dos sintomas. No entanto, pode-se tratar alguns sintomas presentes na hepatite B para aliviar o desconforto. Para tal, é indicado:

  • Não beber álcool
  • Evitar alimentos processados
  • Aumentar o consumo de frutas e legumes
  • Lavar e desinfetar bem seus alimentos
  • Evitar medicações que não forem extremamente necessárias

Se sua hepatite B não tiver avançado para uma fase crônica, o vírus desaparecerá por si só dentro de algumas semanas. Entretanto, se o teste de hepatite B der positivo após algumas semanas, é hora de consultar um médico especialista.

De acordo com a OMS1, em 2021 estimou-se que 12% a 25% das pessoas com infecção crônica por hepatite B precisaram de medicação.

O fígado desempenha um papel importante na manutenção do estado nutricional adequado, pois é o órgão responsável pelo processamento de mais de 500 reações metabólicas. Deficiências de vitaminas A, C, D, E, K, B5, B6, B9 e B12 são muito comuns em pacientes com danos hepáticos crônicos. Deficiências de alguns minerais tais como zinco, ferro, cálcio, selênio, magnésio, manganês, cromo e cobre também ocorrem em tais pacientes.

Recomenda-se que 50-60% da energia da dieta deve vir de carboidratos, principalmente alimentos com alto teor de fibras. Os lipídios devem fornecer 20-30% da energia, enquanto as proteínas devem fornecer 15-20% da energia.

Na tabela abaixo, você verá quais alimentos incluir em sua dieta se você tiver hepatite B, bem como quais alimentos evitar:

Alimentos prohibidos

  • Espinafre
  • Espargos
  • Pimenta verde
  • Feijão
  • Maçã
  • Pêra
  • Banana
  • Morango
  • Abacaxi
  • Melancia
  • Laranja

Alimentos prohibidos

  • Álcool
  • Chocolate
  • Frutos do mar
  • Vegetais que não foram lavados

Progressão da Hepatite B

Algumas das consequências ou progressão da hepatite b são:

Insuficiência hepática

Insuficiência hepática: A insuficiência hepática aguda é uma condição na qual as funções vitais do fígado são completamente desligadas, o que pode levar à morte. Se isto ocorrer, um transplante de fígado é necessário para preservar a vida.

Cirrose hepática

Cirrose hepática: A hepatite B pode causar inflamação grave e irritação do fígado. Com o tempo, ela pode evoluir para cirrose, que pode afetar severamente a função hepática. A cirrose causa danos no fígado e lesões que podem ser irreversíveis

Câncer de fígado

Câncer de fígado: Pessoas com hepatite B crônica têm um risco maior de desenvolver câncer de fígado em algum momento de suas vidas.

Outras doenças

Outras doenças: Pessoas com hepatite B crônica podem desenvolver distúrbios nos vasos sanguíneos (inflamação), ou podem sofrer de doença renal.

Outras doenças:

Hepatite A Hepatite B Hepatite C
Contágio Contato com as fezes de uma pessoa infectada. Você pode ser infectado se a pessoa que prepara sua comida não lavar as mãos depois de usar o banheiro. Outra forma de transmissão é através do contato sexual. Entrar em contato com fluidos corporais de uma pessoa infectada, tais como sêmen, saliva, fluidos vaginais, lágrimas ou sangue. Reutilização de seringas ou materiais médicos não-esterilizados, transfusão de sangue, compartilhamento de agulhas, transmissão vertical, e sexual.
Sintomas
  • Febre
  • Mal-estar
  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Náuseas, desconforto abdomina
  • Urina de cor escura e icterícia
  • Amarelamento da pele e dos olhos (icterícia)
  • Urina escura
  • Fadiga extrema
  • Náuseas, vômitos e dores abdominais

80% dos casos não apresentam sintomas, os que apresentam pode ser:

  • Febre e cansaço
  • Diminuição do apetite
  • Náuseas e vômitos
  • Dores abdominais,
  • Urina escura, fezes esbranquiçadas
  • Dores articulares e icterícia
Como prevenir?
  • Saneamento básico
  • Ingestão de água potável
  • Tomar cuidados extremos ao viver numa casa com uma pessoa infectada
  • Viajar para áreas de alta endemicidade imunizado(a).
  • Proteção durante sexo
  • Não compartilhar agulhas, escovas de dentes ou lâminas de barbear com pessoas diferentes.
  • Optar por tatuagens em locais com materiais descartáveis, corretamente higienizados e esterilizados.
  • Correto manuseio de equipamentos perfuro-cortantes
  • Esterilização de objetos que entram em contato com fluidos e sangue
  • Proteção durante sexo.

Exame de Hepatite B

O HBsAg é um imunoensaio cromatográfico rápido usado para a detecção qualitativa do antígeno do vírus da Hepatite B. Para tal é usado amostra de sangue, com um método rápido e indolor.

O exame é oferecido na rede pública ou em laboratórios particulares e não necessita de jejum. Em alguns laboratórios, a presença do responsável é obrigatória em casos de menores de idade. O tempo de divulgação dos resultados variam de cada laboratório para pode ser de 30 minutos a 15 dias.

Custo do tratamento da hepatite

Estas são as faixas de custo aproximadas para consulta com especialistas em saúde mental:

cost icon

Custo da consulta com um Infectologista R$300 - R$600 reais

Custo da consulta com um Hepatologista R$300 - R$550 reais

Custo da consulta com um Gastroenterologista R$300 - R$550 reais

Mitos e Verdades sobre a Hepatite B

Mito #1

Se minha pele ficar amarelada, isso significa que posso ter hepatite B.

A verdade

O amarelecimento da pele é um dos sintomas da hepatite B. Esta condição é chamada de icterícia e é um sinal de que algo está errado com seu fígado. A icterícia desaparece quando o fígado volta à sua função normal.

Mito #2

A vacina contra a hepatite B me torna imune a este vírus.

A verdade

A vacina contra a hepatite B oferece 95% a 100% de proteção contra o vírus que causa a hepatite B. O número de doses e o programa de vacinação varia de acordo com a sua idade. É válido lembrar que a inoculação da hepatite B pode ser feita em qualquer momento da vida.

Mito #3

Eu não posso morrer de hepatite B.

A verdade

Se a hepatite B não for tratada adequadamente, ela pode levar a danos irreversíveis ao fígado. A cirrose é uma das consequências mais comuns da hepatite B, portanto, em muitos casos, apenas um transplante de fígado pode salvar a vida do paciente.

Mito #4

A vacina contra a hepatite B não causa efeitos colaterais

A verdade

Apesar de as vacinas, de uma forma geral, podem causar efeitos colaterais, a vacina contra a hepatite B é a maneira mais, junto com outros métodos, para proteger-se. Quando adulto, pode-se fazer um teste para testar os níveis de anticorpos. Se estes níveis estiverem bons, não há necessidade de repetir as doses da vacina. É válido lembrar que a vacina pode ser tomada em qualquer idade, sendo mais indicada quando bebê.

Após a aplicação de sua vacina, você pode experimentar:

  • Febre
  • Náusea
  • Vermelhidão e dor na área de aplicação
  • Dor de cabeça

Perguntas mais frequentes sobre a Hepatite B

O que é hepatite b?

Hepatite B é um tipo de hepatite viral que afeta o fígado, podendo ser aguda ou crônica. É uma doença silenciosa, que tem vacina e, na maioria dos casos, cura espontânea. Quando não tratada, ou com evolução pode causar problemas sérios como cirrose hepática e câncer de fígado.

A hepatite B é contagiosa?

Sim, a hepatite B é contagiosa e certas precauções devem ser tomadas para evitar que o vírus entre no corpo. As principais são:

  • Usar métodos de barreira ao ter relações sexuais de todos os tipos.
  • Não compartilhar seringas, escovas de dente ou lâminas de barbear com estranhos.
  • Verificar se o equipamento utilizado antes de fazer uma tatuagem ou piercing é novo e estéril
  • Vacinar-se contra a hepatite B
Hepatite B tem cura?

A hepatite B aguda é curável e, na maioria dos casos, espontaneamente. Quando torna-se crônica, ela perdura no organismo e pode causar cirrose hepática, insuficiência hepática e câncer de fígado. Nesses casos, o tratamento de longo prazo e específico pode ser indicado pelo seu médico.

Qual tipo de hepatite é a mais perigosa?

A hepatite é uma doença silenciosa e, por isso, torna-se perigosa. Seus efeitos no fígado podem ser devastadoras se não tratada. É altamente contagiosa e pode levar a complicações sérias. Os tipos de hepatite A, B, C, D e E variam de acordo com os meios de transmissão e com a progressão. Algumas como a hepatite A e a B têm vacinas.

Quanto tempo dura o vírus da hepatite B?

Desde que a hepatite B seja tratada e identificada precocemente e não tenha levado a cirrose ou se tornado crônica, você pode viver uma vida longa e descomplicada. Este vírus geralmente desaparece por si só dentro de 2 meses. Durante este - -tempo, você só precisa observar sua dieta e beber muito líquido.

Nota: o termo "médico" é usado por fins de brevidade e objetiva incluir todos os profissionais da saúde.
Referências

1. Hepatitis B. (2022, June 24). WHO. , https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/hepatitis-b

2. Pensi, C. (2020, July 27). Hepatites virais em crianças: saiba como prevenir - Blog Saúde Infantil. Instituto PENSI - Estudos Clínicos em Pediatria e Saúde Infantil. , https://institutopensi.org.br/hepatites-virais-em-criancas-saiba-como-prevenir/

3. Hepatitis. (2020, March 11). WHO. , https://www.who.int/health-topics/hepatitis#tab=tab_1

4. Alves, M. O. O. B.-. (2022). Hepatite | Biblioteca Virtual em Saúde MS. Biblioteca Virtual em Saúde. , https://bvsms.saude.gov.br/hepatite/

5. Hepatite B | Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. (2021). gov.br. , http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/hv/o-que-sao-hepatites/hepatite-b

6. Ferreira, M. S. (2000). Diagnóstico e tratamento da hepatite B. Revista Da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 33(4), 389–400. , https://doi.org/10.1590/s0037-86822000000400010

7. BVS - Ministério da Saúde - Dicas em Saúde. (2021). Ministério Da Saúde. , https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/51vacinacao.html

8. Savoy, M. L. (2022, June 29). Vacina contra hepatite B (HepB). Manuais MSD edição para profissionais. , https://www.msdmanuals.com/pt/profissional/doen%C3%A7as-infecciosas/imuniza%C3%A7%C3%A3o/vacina-contra-hepatite-b-hepb

Essa página não contém orientações médicas.
Esta página não contém conteúdo promocional ou anúncios. Leia a política de anúncios aqui.

Este documento é confiável e fundamentado cientificamente. É baseado em estudos médicos oficiais e editado por profissionais de saúde qualificados , mostrando informações objetivas no diagnóstico e tratamento de doenças. Também, inclui referências. Se você é um profissional de saúde e encontrou algum erro ou omissão de informação, contate-nos pelo [email protected]

Obrigado

A sua avaliação pode ajudar muitas pessoas.

Junte-se ao doctoranytime sem custo clicando aqui.

Algo deu errado

Tentar novamente mais tarde

Sua avaliação foi submetida.

Como podemos melhorar?